segunda-feira, 18 de outubro de 2010

C I N E M A - TROPA DE ELITE 2

“Tropa de Elite 2″ é para ser visto nos cinemas. Diga não à pirataria



A equipe “Tropa de Elite 2″ agradece a todos os elogios e está muito feliz com o sucesso. O filme, com todo o seu visual e seus efeitos sonoros arrebatadores, foi produzido para ser assistido no cinema. Por isso, não caia em furadas: não compre dvd piratas nem baixe da internet. Rodrigo Pimentel, o ex-integrante do Bope que serviu como uma das fontes de inspiração para o personagem do capitão Nascimento, explica em vídeo porque a pirataria deve ser combatida.
Para se ter uma ideia, Tropa 2 levou aos cinemas de sexta-feira até hoje mais gente que todos os Shrek, Harry Potter, A Era do Gelo, Matrix, X-Men e outros filmões americanos.
Entre os filmes brasileiros, Tropa 2 teve mais que o dobro que o segundo colocado no fim de semana de abertura.
Vamos comemorar levando ainda mais gente ao cinema. Porque Tropa 2 é filme para ser visto em tela grande.


Sala lotada e aplausos entusiasmados marcam o lançamento carioca do filme



Na manhã desta quinta-feira, dia 7, dois dias depois da sessão de gala ocorrida, em Paulínia, no interior de São Paulo, finalmente o filme fez seu lançamento oficial em solo carioca. Duas salas do cinema São Luiz, no Largo do Machado, foram reservadas para o acontecimento, que contou com a presença do elenco, da equipe, e da imprensa internacional.
Por conta da presença de jornalistas europeus, a cópia foi exibida com legendas em inglês, e foi aplaudida desde sua sequência inicial.  Depois da exibição do filme, que começou por volta das 11h, aconteceu uma entrevista coletiva com o diretor José Padilha, o diretor de fotografia Lula Carvalho, o produtor Marcos Prado e os atores Seu Jorge, Tainá Müller, Wagner Moura, André Mattos, André Ramiro, Sandro Rocha, Maria Ribeiro e Milhem Cortaz.
Visceral do começo ao fime, a estética do filme impressiona. Um jornalista de Lisboa quis saber de Padilha se a realidade carioca é exatamente como a retratada no filme. Apocalíptico, Padilha rebateu:
-Não, é pior ainda.
Sobre o personagem mais famoso de sua carreira, Wagner Moura foi categórico.
-O Nascimento é um personagem trágico, tanto no primeiro como neste. A diferença é que agora ele é consciente de sua própria tragédia. Em um jogo de xadrez, ele é uma das peças do tabuleiro. Enquanto em “Tropa 1″, ele luta contra as outras peças do tabuleiro, em “Tropa 2″, seu foco são os jogadores – afirmou o ator.
Cortaz, intérprete do coronel Fábio em ambos os filmes, estava emocionado durante a coletiva por que ele acabara de assistir ao filme pela primeira vez. Sua impressão foi sucinta.
- Que “Tropa de Elite 2″ ajude o Brasil a pensar, a se tornar um país melhor – disse Cortaz.
Inicialmente programado para 600 salas, “Tropa de Elite 2″ chega ao circuito nacional nesta sexta em 661 salas de exibição. Esta marca dá ao filme o título de maior lançamento da história do cinema brasileiro, desde a retomada, em 1995.









GENTE ESTA SEMANA ESTAREI ASSISTINDO


NÃO DEIXEM DE COMENTAR.
BEJINHOS
♥ ♥ ♥
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário